O Plano Nacional de Logística

23/06/2010 at 4:06 pm Deixe um comentário

Uma das áreas mais negligenciadas das políticas públicas têm sido a de logística e transportes. Para muitos setores, a logística pode significar a diferença entre o sucesso ou a morte. Hoje em dia, segundo estudos da Coppe, a logística custa 12,5% do PIB no Brasil; apenas 8% nos Estados Unidos.

Por aqui, só nos dois últimos anos houve uma mobilização do Ministério dos Transportes visando a montagem de câmaras setoriais de discussão, para a definição de um Plano Nacional de Logística e Transportes.

***

Os números são desanimadores. Em 1975, aplicava-se 1,9% do PIB no setor. Foi caindo até chegar a menor de 0,2% no último ano do governo FHC e a 0,1% no primeiro ano do governo Lula. Todo o esforço dos últimos anos, inclusive com o PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), conseguiu elevar esse índice para apenas 0,5%.

***

Tem obras importantes saindo, como a Transnordestina, portos privados, investimentos privados em ferrovias. E há uma dificuldade de compreensão da mídia sobre o PAC (Programa de Aceleração do Crescimento). Em geral analisa-se o PAC medindo as liberações financeiras, o que é um erro. Em grandes obras, o pagamento sai depois de terminada a obra física e, por esse quesito, já se cumpriu mais de 70% do PAC1.

Mesmo assim, os números são absolutamente insuficientes para atender às demandas da economia.

***

Secretário de Política Nacional de Transportes, o engenheiro Marcelo Perrupato acompanha o setor desde o governo Figueiredo, quando trabalhou com o então Ministro dos Transportes Elizeu Rezende. Preparou um trabalho amplo, disponibilizado no site Brasilianasorg (www.brasilianas.org).

***

É imensa a relação de problemas a serem solucionados. No caso das rodovias, níveis insuficientes de conservação e recuperação; déficit nas regiões desenvolvidas e cobertura inadequada nas regiões em desenvolvimento. Nas ferrovias, invasões das faixas de domínio, quantidade excessiva de passagens de nível, extensão e cobertura insuficiente da malha. Com todo investimento novo no setor, nos próximos anos apenas o Brasil voltará a ter a malha ferroviária de que dispunha em 1958.

***

Há um amplo desbalanceamento na matriz de transportes. 58% continuam sendo rodoviário, 25% ferroviário, 13% aquaviário e 4% dutoviário ou aéreo.

Nos grandes países continentais, há amplo predomínio das ferrovias: 81% na Rússia, 46% no Canadá, 43% na Austrália, 43% nos EUA, 37% na China.

***

Há um longo caminho pela frente. Logística não significa apenas obras físicas. Há a necessidade de novos marcos legais, do planejamento da integração dos diversos tipos de transporte, da redução da burocracia, identificação de um portfolio de investimentos e uma definição clara sobre o papel de cada agente.

Ao Estado cabe o planejamento de longo prazo, a visão estruturado e os investimentos em áreas de baixo retorno, mas importantes para consolidar o desenvolvimento. À iniciativa privada os investimentos em projetos de menor maturação e que exigem mais competição de mercado.

Autor: Luis Nassif – Introdutor do jornalismo de serviços e do jornalismo eletrônico no país. Vencedor do Prêmio de Melhor Jornalista de Economia da Imprensa Escrita do site Comunique-se em 2003, 2005 e 2008, em eleição direta da categoria. Prêmio iBest de Melhor Blog de Política, em eleição popular e da Academia iBest.

Fonte: Agencia Dinheiro Vivo

Entry filed under: Logística. Tags: , , .

Inteligência Logística: um diferencial competitivo Logística Internacional – a nova fronteira das empresas

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


CONTATOS

TELEFONES:
11 2446-2565

EMAILS
jove@jovelogistica.com.br

Siga a Jove no Twitter

Mês

Visitantes

  • 194,210

Páginas


%d blogueiros gostam disto: