Gerenciamento de Riscos

13/10/2010 at 4:00 am Deixe um comentário

Identificação de Riscos 1. Existe um conceito muito importante que é de Riscos CONHECIDOS e DESCONHECIDOS: Um bom gerenciamento de riscos é aquele que consegue descrever de forma explícita os riscos conhecidos e realizar reservas de contingência para riscos desconhecidos. Por exemplo: Risco Desconhecido: Atraso na data de entrega do projeto. Chamamos isso de risco desconhecido, pois não conseguimos ter explicitamente “O QUE” pode atrasar o projeto, mas sabemos que ele existe. Conforme vamos obtendo mais conhecimento do projeto e avançando na execução do cronograma, este risco pode vir a ser conhecido. Para riscos desconhecidos, é importante reservar contingências (esforço e custo), para posteriormente auxiliar no tratamento do mesmo. Risco Conhecido: Atraso na data de entrega do projeto devido a não aprovação das especificações técnicas. Neste caso, por ser um risco conhecido, já podemos classifica-lo quanto a probabilidade e impacto (análise qualitativa), quantificarmos, identificarmos respostas e ações de contingência para realizamos o gerenciamento do mesmo. 2. Tente sempre ter o envolvimento da equipe do projeto para que em Brainstorm se identifique quais riscos fazem parte do projeto. Existem outras técnicas mas para já deixo esta como dica, pois garantirá que você também vai dar aos especialistas, a oportunidade de contribuir. 3. Pense em riscos como RISCOS DE OPORTUNIDADE e RISCOS DE AMEAÇAS, tente identificar tanto riscos que vão trazer benefício para seu projeto, como aqueles que trazem ameaças. Certa vez não gerenciei um risco de oportunidade em um projeto, o qual era de adiantar em 2 semanas a data de entrega e o mesmo passou a ser uma ameaça, pois começou a influênciar na “liberação” de recursos mais cedo e não previsão de alocação para os mesmos. Análise Qualitativa 1. Classifique sempre probabilidade e impacto com base nas ações que estão sendo tomadas HOJE para o seu projeto, não pense que o risco não tem uma probabilidade alta porque você vai fazer uma ação na próxima semana. Se a ação não foi feita, então a probabilidade de ocorrer ainda é alta. 2. A probabilidade X impacto gera o GRAU DE EXPOSIÇÃO (também conhecido como Valor Esperado) do risco e é este grau que vai dar a PRIORIDADE de gerenciamento dos riscos. Quanto maior o grau de exposição, mais urgente é seu gerenciamento, quanto menor o grau de exposição, menos urgente é seu gerenciamento. Análise Quantitativa 1. O meu ponto de vista é que se você esta começando a gerenciar riscos, então deixe este tipo de análise para quando tiver maior maturidade. Planejar Respostas 1. O gerenciamento de riscos é CUSTO, por isso planeje resposta para os riscos que possuem maior grau de exposição. 2. Da mesma forma, planeje ações de contingência para os riscos que possuem maior grau de exposição. 3. Defina os responsáveis e data limite para cada risco. Monitoramento e controle 1. Defina a periodicidade da revisão dos riscos 2. Analise a tendência e variação do grau de exposição dos riscos 3. Tenha garantia que as respostas e ações de contingência (caso ocorra algum risco) estão sendo realizadas.

Ben-Hur Souza

Entry filed under: Logística. Tags: , , .

A logística quase sem o rodoviário A Importância do Supply Chain Management – SCM

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


CONTATOS

TELEFONES:
11 2446-2565

EMAILS
jove@jovelogistica.com.br

Siga a Jove no Twitter

Mês

Visitantes

  • 194,210

Páginas


%d blogueiros gostam disto: