Posts tagged ‘Cursos’

A Logística como Estratégia para a Obtenção de Vantagem Competitiva

www.jovelogistica.com.brO ambiente em que as empresas operam atualmente é muito complexo e fortemente competitivo. Portanto, elas estão buscando a diferenciação e o estabelecimento de vantagens competitivas em relação aos seus concorrentes. Para alcançar esses objetivos, cada uma tenta encontrar o seu próprio caminho; porém, entre muitas delas, um ponto comum pode ser observado: a opção pela aplicação da logística, que deve ser entendida como o gerenciamento estratégico dos fluxos de materiais e das informações correlatas para levar, de forma eficiente e eficaz, os produtos de uma origem a um destino.

A globalização, a mudança no comportamento dos consumidores, a redução do ciclo de vida dos produtos e o enfraquecimento das marcas exigem que as organizações adquiram e desenvolvam novas competências para conquistar e manter clientes. Ampliam-se as dimensões da competitividade, a qual deixa de ser regional para ser global. A concorrência passa a acontecer entre cadeias produtivas e não mais entre empresas isoladas. Nesse contexto, as vantagens e diferenciais competitivos são cada vez mais efêmeros. Rapidez e flexibilidade deixam de ser apenas um discurso e tornam-se obrigatórias.

POR QUE SE PREOCUPAR COM A LOGÍSTICA?

A pergunta que muitos se fazem é: quais as razões para a logística mostrar-se como uma escolha lógica e oportuna para fazer frente a essas exigências? Algumas respostas podem ser encontradas ao analisar os aspectos seguintes:

a) a evolução de seu conceito: ao incorporar e utilizar preceitos de marketing, qualidade, finanças e planejamento, a logística tornou-se uma disciplina multifuncional e, assim, aumentou sua contribuição para a eficiência e a eficácia da gestão. Ainda mais, é capaz de manter a atenção às necessidades internas da empresa e, ao mesmo tempo, voltar os seus olhos aos desejos dos clientes;

b) o aumento de seu escopo: com o tempo, a logística passou a se preocupar com um número cada vez maior de atividades e deixou de ser vista como operacional para tornar-se estratégica. Assim, deve ser considerada em decisões importantes e receber a atenção dos mais altos escalões da empresa;

c) a ampliação de sua abrangência: inicialmente tratada de forma funcional, passou a integrar as diversas funções internas da empresa e, hoje, funciona como elo entre clientes e fornecedores;

d) enfoque sistêmico e orientação para processos: permitem uma visão global da empresa e da cadeia produtiva como um todo. Desse modo, de forma integradora, propicia que todos os interesses e pontos relevantes sejam analisados na tomada de decisão;

e) preocupação com a gestão de fluxos. O primeiro fluxo é o dos materiais, o qual se inicia no fornecedor e termina na entrega ao consumidor final. O segundo é o das informações, o qual tem um sentido inverso ao do anterior. Então, pela sincronização e racionalização destes fluxos, procura-se, simultaneamente, a redução de estoques, que são consumidores de recursos, e o aumento da disponibilidade dos produtos. Essa sinergia favorece, também, o fluxo financeiro da empresa.

A LOGÍSTICA COMO ESTRATÉGIA

Ao ser corretamente entendida e aplicada, a logística permite desenvolver estratégias para a redução de custos e o aumento do nível de serviço ofertado ao cliente. Como essas duas condições, isoladamente ou em conjunto, possibilitam o estabelecimento de diferenciais competitivos, justifica-se que este seja o caminho escolhido por um número crescente de empresas para buscar vantagens sobre a concorrência.

Essa idéia pode ser reforçada ao se constatar que alguns dos segmentos mais competitivos do mercado, como o automobilístico e o grande varejo, adotam a estratégia de focar-se na logística. No Paraná, o pólo automotivo de Curitiba é uma prova inquestionável dessa tendência. As plantas aqui instaladas se utilizam dos mais modernos conceitos de logística, o que permitiu a construção de plantas compactas, de alta eficiência operacional e capazes de produzir automóveis de classe mundial. Alguns desses veículos são exportados para mercados exigentes, como o norte-americano, por exemplo.

Ao expandir esse raciocínio, pode-se perceber que as empresas e os países competitivos no cenário mundial, como os Estados Unidos e o Japão, não só se utilizam da logística, como também vêm pesquisando-a e desenvolvendo-a. A competência logística foi fundamental para que eles expandissem seus mercados para além de seus limites territoriais, e tornou-se um fator-chave para o seu desenvolvimento econômico.

DESAFIOS E OPORTUNIDADES

Neste momento, é necessário analisar a realidade do Brasil, e o que se apresenta é preocupante. Nossos custos logísticos são, no mínimo, o dobro da média dos países desenvolvidos, que gastam nesta área de 8% a 10% do seu PIB anual. A logística é pouco difundida e aplicada pelas empresas nacionais. Nossa infra-estrutura não é favorável, sendo necessários pesados investimentos nesse setor. A matriz de transporte é fortemente dominada pelo transporte rodoviário, que responde por dois terços do movimento de carga no país. Não existem indicadores de desempenho setoriais, há falta de mão-de-obra qualificada e existe pouco incentivo para a pesquisa nessa área.

Esse panorama mostra desafios e oportunidades. Os desafios estão na necessidade de rápida solução dos problemas que impedem o desenvolvimento e o aumento da eficiência da logística. As oportunidades, neste cenário adverso, mostram um enorme espaço para melhorias. Aqueles que fizerem essas melhorias primeiro estarão se distanciando fortemente de seus concorrentes e se habilitando para a conquista de novos mercados. Para aumentar a competitividade das empresas e do país, uma das premissas necessárias é a aplicação da logística de forma integral. São necessários esforços de mudança, pois devem ser abandonados vários ranços de nossa cultura empresarial. A iniciativa privada e o governo precisam se unir para desenvolver um plano para o desenvolvimento da logística no Brasil. Caso isso não aconteça, o país continuará assistindo ao desenvolvimento mundial como coadjuvante e ficará condenado a permanecer na periferia da globalização.

Francisco Ferraes Neto. Administrador, mestre em Engenharia da Produção e doutorando em Gestão de Negócios pela UFSC, professor da FAE Business School . E-mail: ferraes@matrix.com.br

26/03/2010 at 9:34 pm Deixe um comentário

Como entrar na área logística e o que as empresas esperam desses profissionais

Marcos Antonio, um dos leitores do nosso blog, perguntou sobre como “entrar na área de logística e o que as empresas esperam desses profissionais”. Esta é  uma questão complexa que pode variar do tipo de empresa, onde a mesma se localiza e em que função se queira atuar. Porém, existem alguns requisitos em comum que devem ser seguidos e que apresentarei a seguir baseado em uma apresentação realizada por mim, em 2009, na University of Coventry (Inglaterra) com o título “What are the key elements that should be included in a logistics curriculum to give students the best chance of employment in 21st century?”. Também aproveitarei minha experiência como profissional na área de Supply Chain, no Brasil e no exterior, e orientador no curso de MSc in Supply Engineering & Logistics na Warwick University (Inglaterra) para transmitir minha visão e meus conhecimentos sobre o que se espera de profissionais de Supply Chain.

O primeiro ponto a considerar é que apesar da logística sempre ter existido, esta é uma área que foi realçada a novo patamar somente recentemente. Não existiam cursos universitários ou pós-graduação focados a formar e aperfeiçoar profissionais de logística e supply chain. Por isto, assim como na área de TI (Tecnologia da Informação), muitos profissionais de supply chain de hoje não tem uma formação (graduação) formal em uma área ligada a logística e SC, sendo muitas vezes profissionais realocados de outras áreas. Estes profissionais, porém, prestaram e ainda prestam um grande trabalho para o desenvolvimento da logística e da SC.

Porém, em um novo ambiente profissional, com a logística e supply chain ganhando cada vez mais destaque nas empresas como uma área estratégica, é fundamental que o futuro profissional se qualifique adequadamente.

Primeiramente, deve-se considerar fazer um curso de graduação na qual possa-se desenvolver as seguintes áreas:

  • Conceitos fundamentais de estatística e matemática. Estes conceitos são importantes para que o futuro profissional possa entender conceitos básicos de finanças e economia;
  • Conceitos de finanças e economia são importantes para que o futuro profissional possa desenvolver planos de negócios e verificar viabilidade de projetos, tais como contratar 3PL, em renegociação de fretes ou em troca de fornecedores;
  • Conceitos de pesquisa operacional, modelagem matemática e de solução ótima para problemas complexos devem ser desenvolvidos. Em conjunto com ferramentas, tais como, teoria dos jogos, teoria das filas e simulação, estes conceitos são importantes para o estudo da supply chain e soluções de problemas; e
  • Conceitos de logística e supply chain. O futuro profissional deve entender que logística não é simplesmente transporte. O cenário mudou e os cursos na área de logística aumentaram significativamente, proporcionando maiores oportunidades para aqueles que desejam ingressar ou se aperfeiçoar na área. No contexto logístico, o planejamento é fundamental e o gerenciamento do fluxo de informações é parte integrante do processo. A importância do gerenciamento da informação na cadeia de suprimentos foi descrita por mim em meu artigo publicado em 2009, The New Supply Chain’s Frontier: Information Management [1]. Não menos importante é um completo entendimento do que vem a ser Supply Chain e sua relação com logística. É importante entender que Supply Chain não é um novo nome para logística, mas sim sua evolução. Paul D Larson, da University of Minatoba, e mais dois  autores publicaram um excelente artigo Perspectives on Logistics Vs. SCM: A Survey of SCM Professionals [2], justamente descrevendo a visão moderna dos profissionais de SCM sobre os conceitos de logística e SC.

Contudo, um profissional de SC usualmente interage com pessoas de diferente background, diferentes níveis e culturas, pois há contato com profissionais  de outras empresas, fornecedores e clientes ou até países. Desta forma, o profissional deve estar capacitado a administrar conflitos e ter relação harmônica com outros profissionais que eventualmente não compartilham da mesma visão que a sua.

Finalmente, o profissional moderno de SC deve estar antenado com a tendência e os conceitos da utilização intensiva de TI (Tecnologia da Informação) nas operações de SC. Desta maneira, o profissional de SC deve entender como a TI pode ser aplicada na SC e como as novas tecnologias de hardware e software podem colaborar para uma operação mais eficiente e eficaz. Em 2009 escrevi um artigo, SD-DES Model New Aproach for Implement an e-Supply Chain [3], que foca exatamente a importância crescente da TI na SC.

É importante salientar que não se consegue por meio de curso de graduação ter uma dimensão completa do que é logística e supply chain e de todos os requisitos abordados anteriormente. Por isto, é importante se capacitar continuamente fazendo cursos que desenvolva todo o seu potencial e o ajude a ter novas ideias que podem ser aplicadas em sua empresa. Nestes cursos, você poderá ampliar seu conhecimento, seus contatos com profissionais da área, trocando experiências e reforçando sua base de relacionamento.

Jorge Veríssimo Pereira, diretor da Jove Logística, professor e orientador universitário no Brasil e Exterior. Doutorado (PhD) em Technology  System – Engenharia pela University of Warwick, Inglaterra, Mestrado em Engenharia de Transportes e Engenheiro Naval pela Escola Politécnica da USP.

[1] http://dx.doi.org/10.1016/j.ijinfomgt.2009.02.001

[2] http://w3.gazi.edu.tr/~erguner/403_konular/konu1.pdf

[3]http://www.emeraldinsight.com/Insight/viewContentItem.do?contentType=Article&contentId=1796016

09/02/2010 at 4:00 pm 13 comentários

10 FEV 2010 – CURSO em SÃO CAETANO DO SUL

VISÃO ESTRATÉGICA DA LOGÍSTICA DE DISTRIBUIÇÃO E TRANSPORTE

Objetivo: Este curso tem por objetivo propiciar aos participantes uma visão estratégica da gestão dos transportes, com os conceitos mais importantes e a inserção do transporte dentro do contexto logístico

Público Alvo: Gestores diretos e indiretos das atividades relacionadas ao controle operacional e gerencial da movimentação de materiais dentro da cadeia de abastecimento, supervisores e analistas de logísticas. Profissionais de outros setores interessados em conhecer os princípios da integração logística.

Conteúdo Programático:

  • O transporte dentro do sistema logístico;
  • A situação do transporte no Brasil;
  • Sistema de distribuição/Transporte e suas características;
  • Componentes de um sistema de distribuição;
  • Canais de distribuição;
  • Um para um, um para muitos;
  • Custos da distribuição;
  • Soluções em distribuição;
  • Seleção e contratação de prestadores de serviços de transporte;
  • Calculo de frete;
  • Terceirização x nível de serviço x parceria;
  • A TI no transporte; e
  • Roteirizadores.

Localização: Edif.  Monumental – Rua Amazonas, 439 – Centro – São Caetano do Sul

Investimento: Consulte-nos. No valor da inscrição esta incluso almoço/ coffe-break/ apostila/ material de apoio/ certificado

Fácil Acesso:

15/01/2010 at 7:56 pm Deixe um comentário

Agenda de Cursos 2010

JOVE Logística apresenta a Agenda de Cursos e Eventos para 2010:

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO – SÃO PAULO/SP – 2010

28.JAN QUI VISIBILIDADE LOGÍSTICA
25.FEV QUI SERVIÇOS DE TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE CARGA e CT-e ELETRÔNICO –  (ICMS e ISS)
17.MAR QUA PROGRAMA 5S – HOUSEKEEPING e FERRAMENTAS DA QUALIDADE
13.ABR TER CUSTOS LOGÍSTICOS
20.MAI QUI GESTÃO ESTRATÉGICA DE ARMAZENAGEM DENTRO DO CONCEITO DE SUPPLY CHAIN
15.JUN TER INVENTÁRIO DE CLASSE MUNDIAL: COMO OTIMIZAR CUSTOS E MELHORAR O NÍVEL DE SERVIÇO

.

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO – SÃO CAETANO DO SUL/ SP – 2010

14.AGO SÁB. PROGRAMA 5S – HOUSEKEEPING e FERRAMENTAS DA QUALIDADE
28.AGO SÁB. GESTÃO DE PESSOAS
04.SET SÁB. AS TÉCNICAS E ATIVIDADES DO SISTEMA DE GESTÃO LEAN
18.SET SÁB. LIDERANÇA SERVIDORA: HABILIDADES DO LÍDER MODERNO E EFICAZ
02.OUT SÁB. GESTÃO DE MATERIAIS
23.OUT SÁB. CONCEITOS E TENDÊNCIAS NO SUPPLY CHAIN
13.NOV SÁB. VISIBILIDADE LOGÍSTICA
27.NOV SÁB. VISÃO ESTRATÉGICA DA LOGÍSTICA DE DISTRIBUIÇÃO E TRANSPORTE

Informações detalhadas sobre preços e inscrições podem ser obtidas pelo email cursos@jovelogistica.com.br
Colocamo-nos à disposição para quaisquer esclarecimentos nos telefones: (11) 4228-1929 ou (11) 4228-1570.

A realização dos treinamentos estão sujeitas a um quorum mínimo de 10 participantes.

Jove Logística
11 4228-1929

06/01/2010 at 6:26 pm 1 comentário

Curso de Custos Logísticos, mais um sucesso de público

No dia 22/10, quinta-feira realizamos o treinamento de Custos Logísticos na sede do Sindipeças que é a entidade de classe que representa a indústria de autopeças instalada no Brasil. Seus associados, localizados em vários Estados, são responsáveis por cerca de 95% da produção local, destinada às montadoras, ao segmento de reposição e ao mercado externo.

Participaram do evento empresas como: Fiat, ThyssenKrupp, Eaton, Airtech, dentre outras empresas do setor, que ouviram atentamente as ministrações apresentadas pela consultora da Jove Dora Machado e participaram ativamente, fazendo perguntas e interagindo com a instrutora.

A consultora da Jove Dora Machado que também é professora de pós-graduação na FAAP, nos cursos de logística, lean e multiplicadora de módulos de gestão de pessoas, abrilhantou o curso com seus conhecimentos profundos da área de logística. Pois, já atuou em empresas como: Sabó, Valeo, Freudenberg, Continental do Brasil, Ficosa do Brasil e Ceva Logistics.

26/10/2009 at 2:58 pm Deixe um comentário

Jove em parceria com a Setcesp promovem CURSO de Visão Estratégica na Administração de um Centro de Distribuição

banner_topo_treinament

Visão Estratégica na Administração de um Centro de Distribuição

OBJETIVO

Juntamente com os custos de transporte, a armazenagem corresponde por uma grande parcela dos custos logísticos totais. Sua parcela pode ser superior a 50%, dependendo do ramo industrial. Porém, a armazenagem não é somente responsável pelo aumento da lucratividade da empresa, mas também pelo sucesso da redução dos custos logísticos. Ela tem também um grande impacto na satisfação dos clientes. A característica do ambiente de negócios atual, com uma maior freqüência nas entregas e uma necessidade de operações mais ágeis, não aceita mais erros de separação.

 

PÚBLICO ALVO

Profissionais da área de logística e aqueles que desejam aperfeiçoar o conhecimento na área.

 

PROGRAMA

A armazenagem dentro do sistema logístico;Importância da armazenagem;Sistemas e planejamento de picking;A nova era dos CD’s;Planejamento das atividades (separação, movimentação e recebimento);Layout do armazém e dimensionamento do armazém;Código de barras e RFID (etiquetas eletrônicas);Políticas de estoque;Custeio ABC aplicado em um centro de distribuição;Sistemas de gestão TI-WMS;Terceirização das atividades;Índices de produtividade;Soluções para centros de distribuição.

 

DOCENTE

WILLIAN GATTI – Possui MBA Executivo na Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP), Extensão Universitária em Logística de Transportes pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e graduação em Administração de Empresas pela Faculdade de Ciências Econômicas de São Paulo (FACESP). Professor da UNIBAN nos cursos de Gestão em Logística Empresarial e professor convidado no curso de pós-graduação em Gestão Industrial Farmacêutica, na disciplina de Logística, na Faculdade Oswaldo Cruz. Professor nos cursos técnicos do Rocha Marmo e SENAC. Participação da restruturação do departamento de logística da Conrad Editora. Implantação dos módulos WMS e Transportation do SAP na Gradiente Eletrônica. Participação no Projeto de reestruturação da área administrativa e operacional da Faster Air. Consultor da JOVE LOGÍSTICA LTDA.

 

PERÍODO

07/11/2009
– Horário: 08:30 às 17:30

 

 

 

INVESTIMENTO

R$ 200,00 por participante, para empresa associada ao SETCESP. Inclui apostila, material de apoio, certificado.

 

PAGAMENTO

Após a confirmação da turma de participantes, nossa área de treinamento fará contato para negociação do mesmo.
Local

 

NÚCLEO DE DESENVOLVIMENTO EDUCACIONAL ADALBERTO PANZAN

 

Rua da Gávea,1390 Vila Maria S/P

 

INFORMAÇÕES/INSCRIÇÕES

 

Fone 2632-1088

 

E-mail – treinamento@setcesp.org.br

09/10/2009 at 2:03 pm Deixe um comentário

Foi um Sucesso o Curso de Estratégias e Tendências de Supply Chain

Curso SCMNo dia 14 de setembro aconteceu o curso de Estratégias e Tendências de Supply Chain, sob a coordenação e organização da JOVE LOGÍSTICA.


Curso SCMForam abordados temas como: principais estratégias e tendências de Supply Chain Management (Gestão de Cadeias de Suprimentos), suas ramificações, sua aplicabilidade como ferramenta de gestão dentro de uma organização,  sua integração e importância no negócio da empresa.

Curso SCM

Grandes empresas participaram deste curso que é importante para todos os profissionais da área de Supply Chain.

Curso SCM

Alguns depoimentos dos participantes do Curso de Supply Chain:

“O curso de Suppy Chain, ministrado por Ricardo Hamad, foi extremamente proveitoso em minha opinião. O curso mesclou conceitos teóricos essenciais das atividades e estratégias do Supply Chain e exemplos práticos, reais, da aplicação destes conceitos. O instrutor possui boa formação acadêmica, experiências profissionais e conhecimentos de mercado que o permitem clarificar dúvidas e auxiliar na compreensão de cada conceito. É um curso que certamente aconselho a meus amigos e colegas.” – João Manguino (Siemens)

“Achei o curso fantástico, muito claro, interessante, a JOVE LOGISTICA conseguiu tornar o aprendizado prazeroso, sem monotonia, os temas foram muito bem explicados, parabéns a JOVE e principalmente ao Ricardo que expôs de forma singular um assunto tão complexo como Supply Chain”. – Roberto Chaves (Simpress)

A JOVE agradece a presença todos os participantes.

(Texto: Marketing Jove)

21/09/2009 at 7:00 am Deixe um comentário

Posts antigos


CONTATOS

TELEFONES:
11 2446-2565

EMAILS
jove@jovelogistica.com.br

Siga a Jove no Twitter

Mês

Visitantes

  • 206,115

Páginas