Capacitação profissional para a Logística

17/05/2010 at 7:00 am Deixe um comentário

Não é necessário fazer uma pesquisa sofisticada para afirmar que a profissão de Logística é pouco madura no Brasil. Em primeiro lugar, porque a maioria dos profissionais da área desenvolveu sua carreira a partir de experiências proporcionadas pelo ambiente de trabalho, sem o devido complemento de educação formal.

Além disso, a Logística passa por uma intensa transformação conceitual, envolvendo técnicas de difícil implementação: gestão integrada da cadeia de suprimentos; gestão por processos; times multifuncionais; entre outras.

Finalmente, há de se mencionar a complexidade tributária e a deficiência de infra-estrutura que, juntas, limitam a produtividade de estradas, portos e ferrovias; o custo logístico nacional é estimado em 12,6% do PIB, maior que o nível de 8,2% dos Estados Unidos, ou seja, o profissional convive com dificuldades que inibem a otimização operacional das empresas e do país.

Toda situação de ineficiência representa uma oportunidade e, nesse contexto, a ASLOG vem apoiando comitês técnicos, com o objetivo de diagnosticar e difundir as melhores práticas em logística. Entretanto, de pouco adianta realizar essa tarefa se não for considerada uma questão importante: como preparar profissionais que possam liderar e suportar a difusão das melhores práticas?

Por mais que os recursos financeiros e tecnológicos sejam importantes, não conseguimos sequer organizá-los se não dispusermos de recursos humanos suficientemente preparados em todos os níveis da logística. A solução para essa questão não é simples, mas, entre outras medidas, deve considerar uma mudança de atitude de toda a sociedade. Instituições de ensino precisam estar mais conectadas com as necessidades do mercado.

Empresas podem investir mais em treinamento direcionado às suas demandas mais específicas. Consultorias podem oferecer serviços de seleção e treinamento, considerando habilidades técnicas e competências interpessoais necessárias ao exercício da Logística. Profissionais da área devem assumir a liderança de seu próprio desenvolvimento.

O desafio não é simples. Mas existem duas questões básicas que todos devem ter em mente:

* gestores de pessoas devem entender a importância de explorar ao máximo a potencialidade natural de cada indivíduo, entendendo que algumas deficiências podem ser eliminadas com o devido treinamento, de modo a gerar uma boa relação custo/benefício; e

* profissionais devem aproveitar todas as oportunidades de desenvolvimento e aprendizado, buscando conhecimento não somente dentro da escola e do trabalho, mas em todos os ambientes propícios.

É dentro desse contexto que a Gestão de Pessoas ganha importância estratégica para viabilizar o pleno desenvolvimento da Logística das empresas e do país, bem como, garantir-lhes uma posição de destaque no mundo globalizado.

Fonte: Fernando Purves, Coordenador do Comitê de Gestão de Pessoas da Associação Brasileira de Logística – ASLOG

Entry filed under: Logística. Tags: .

O Difícil Abastecimento ao Interior do País Empresas cada vez mais verdes

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


CONTATOS

TELEFONES:
11 2446-2565

EMAILS
jove@jovelogistica.com.br

Siga a Jove no Twitter

Mês

Visitantes

  • 194,210

Páginas


%d blogueiros gostam disto: